Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Banner - Tecnologia da Informação

Soluções por mercado

Tecnologia da Informação

O segmento de tecnologia da informação é bastante dinâmico e isso também é representado por empregadores deste setor. Muitas empresas oferecem metodologias de trabalho bastante diferente das tradicionais, para incentivar a criação de ideias, processos de inovação, produtos, entre outros. Este dinamismo oferece novos desafios para o mercado de segurança, onde novas tecnologias devem ser utilizadas para garantir a proteção de todo esse ecosistema criado nestas empresas. Saiba como a OSTEC pode melhorar essas relações.

 

Mobilidade de acesso

As conexões podem ser geradas dentro destes ambientes por múltiplos dispositivos. Todos devem, obrigatoriamente, estar em conformidade com as políticas, dentro e fora da empresa. A mobilidade de acesso permite que pessoas, em quaisquer locais, com quaisquer dispositivos, conseguem estar virtualmente nas empresas de forma segura, sem qualquer exposição de um ou outro lado.

Gestão de conteúdo para aumento de produtividade

Controlar acessos baseado em conteúdo é uma facilidade para o gerenciamento de políticas de segurança. Determinados assuntos que não são condizentes com os processos de inovação destas empresas, podem ser simplesmente descartados, deixando somente aquilo que é realmente voltado core business da empresa.

 

Facilidade para operacionalização de home-office

Os desafios de mobilidade nos grandes centros vêm trazendo problemas sérios de produtividade para as empresa de todos os setores. Através de tecnologias de VPN OSTEC, é possível que colaboradores fiquem em suas casas e trabalhem com toda integração e acesso como se estivesse dentro da empresa.

Controle de aplicação multidispositivo

Criar regras ou perfis de acesso baseado em portas e endereços não atende as demandas atuais de segurança da informação, especialmente em ambientes onde os colaboradores são do segmento. Através do controle de camada 7, define-se, independente de dispositivo, porta ou protocolo, quais as aplicações devem estar devidamente liberadas, permitindo que a liberdade destes ambientes não impliquem em problemas sérios de segurança.

 

Próximos passos